10.7.10

Um amor que goste de cachorros


Você aí cachorro bonitinho - filhote ou não - que passeia com o seu dono frequentemente, devia pensar em outras coisas além de fazer xixi em muros alheios ou cheirar outros da sua espécie. Você não tem ideia do quanto me deixa triste quando passa ao meu lado e nem me olha, nem me cheira, nem nota a minha presença. Queria que você sorrisse com os olhos como só cachorros conseguem fazer, balançasse o rabo de felicidade e pulasse nas minhas pernas pedindo carinho. Mas não, você prefere passar de esnobe, rebolando e me ignorando completamente. Continuo te achando uma fofura, mas, poxa, você me deixa muito triste com toda essa situação. O que me resta é ser nostálgica, lembrar de Lucky, o meu poodle estressado que me espera em São Luís (daqui a uma semana!). 

11 comentários:

Mônica Alves disse...

Hoje tava tendo uma feirinha de adoção no supermercado, e eu passei uma hora lá, brincando com os filhotinhos lindos! Só não pude pegar um pq aqui em casa já tem quatro hahahaha

Ana Lu disse...

Ahh, eu amo cachorrinhos
*_*
A minha é meio metidinha, mas me faz festa quando eu chego em casa, e briga quando eu demoro, apesar de me esnobar bastante no resto do tempo. Eu nem ligo, ela continua sendo a mais fofinha do mundo.
^^
Bjoss

Luiza disse...

Que post fofo! Falar de cachorros é atingir meu ponto fraco. Sou completamente apaixonada! E agora que estou de férias, o meu tá um grude comigo. Não tem coisa mais gostosa :P
beijo!

Gabriela Petrucci disse...

Eu também tenho um poodle! :D
Eu pareço uma boba com cachorros.
E esse sorrir com os olhos é tão lindo, né? Adoro.

Beijo

Alice Voll disse...

óun genty, que fofurice!

Ruby disse...

Mas um pouco e o poodle vai suprir a ausência. Os cachoeeinhos ao passear, raramente notam as pessoas.

Gabriela Awbooc disse...

Meio idiota perguntar isso, mas tu já assististes 'Procura-se um amor que goste de cachorros'? HAHAHA! Tua cara, Luh! Por que tu não compras um cãozinho pra ti em Floripa também? :)

Mel disse...

aahhhhhh não fala assim que eu me lembro que eu nem cachorro tenho...
rs.
beijos!

Thais Reis disse...

Não saberia viver numa casa sem minha cadela e a filha escandalosa dela.Tanto que quando vou passar a noite na ksa de uma amiga q não tem cachorro ,eu até estranho a falta do das uninhas arranhando o piso da casa de madrugada,ou que alguem venha balançar o rabinho pra mim quando acordo.

Eles são insubstituíveis

Tary disse...

Own, adorei o post! Meu maior trauma é nunca ter tido um cachorro, mas quando for morar sozinha, a primeira coisa que vou fazer é adotar um pra me fazer companhia. Muito fofo o nome do seu cãozinho, Lucky (:
Beijos!

Lusinha disse...

Minhas leituras estão tão atrasadas que, a essa hora, você já deve estar junto ao seu poddle querido, né? :p
Bjitos!