6.9.10

First time I saw you

Quando eu fui à Macapá (AP) em 2006, a minha prima mais parecida comigo – que na época estava na sua fase mais indie - me viciou numa banda completamente desconhecida pra mim. Passava a madrugada na internet (à rádio, porque lá não tinha banda larga normal e nem sei se já tem) ouvindo a mesma música com ela. Pouco tempo depois vi outra música virar single na MTV. Uma música pra quem acredita, como o próprio Hélio Flandres descreveu no show que eu fui na semana passada. A música era Semáforo e a banda, Vanguart.

Soube desse show com dois dias de antecedência apenas pelo meu amigo de Cuiabá, cidade natal da própria banda. Apesar de estar no meio da mudança e sem dormir direito há alguns dias, lá fui eu pra Lagoa da Conceição. Da série: um show que eu nunca assistiria caso continuasse morando em São Luís.


Nem lembro mais qual foi a primeira música que o Flandres, mas minha intuição sussurra que foi Para abrir os olhos. O que é a dor? Eu não entendo, mas sinto apertar de leve o meu peito nas madrugadas quando estou a navegar. Dancei, cantarolei, errei metade das letras – é triste nunca decorar músicas inteiras, mas não consigo. Triste mesmo é que o sabor da Cachaça não é o mesmo ao vivo, ainda prefiro na madrugada ouvindo no repeat por no mínimo quatro horas e com o coração bem apertado. Você sorri movendo quase nada e antecipa a velha longa estrada e os teus galhos vão me arborizando nu. Essa música é meu toque de celular e foi a que minha prima de Macapá usou pra me apresentar a banda.

A notícia boa é que a energia de Semáforo aumenta exponencialmente no show, todo mundo se diverte. Só acredito no semáforo, só acredito no avião, eu acredito no relógio, acredito no coração. Não, não, não... Em Cosmonautas, lembrei da Anna, que me falou pouco antes que adorava essa música. Como um Rio sem Janeiro, meu fevereiro sem carnaval... Eles ainda tocaram Just to see your blue eyes see, Miss Universe, Los Chicos de Ayer, Enquanto isso na lanchonete, Antes que eu me esqueça, Beloved, uma música nova em espanhol e alguns coves.


Um dos pontos bons do show foi ficar reparando no quanto o Hélio Flandres (vocal), o guitarrista David Dafré e o baixista Reginaldo Lincoln são diferentes. O Flandres bem indie, vibrando com seu violão como se estivesse fazendo um solo na guitarra e insistindo em conversar com o público mesmo com pedidos pra ele voltar a cantar logo. Foi numa dessas que ele falou “Não vale à pena não, viu” sobre trabalhar na Mc Donald’s. O guitarrista era meio Wagner Moura, só que mais sujo e com cara de abusado, mas não daqueles podres. Ele tem uma voz bem legal, descobri que ele que canta músicas aleatórias tipo Miss Universe. O baixista é na dele, o Flandres ficou enchendo dizendo que ele era muito tímido, mas ele se revelou cantando um couver de Beatles.

Não fiquei tão triste quanto o resto dos fãs por não terem cantado The last time I saw you. Mas engraçado que o Flandres justificou a recusa do pedido do público falando que naquela altura do campeonato era difícil lembrar a letra. Eu que nunca consegui decorar nem Cachaça, só posso perdoar.

13 comentários:

Gabriela Petrucci disse...

Vanguart é daquelas bandas que eu tenho que baixar e sempre esqueço.
Obrigada por me lembrar, Luh! :D


Beijo

Mandy disse...

Já ouvi falar, mas não conheço o som, talvez por não ser muito fã das bandas emergentes brasileiras. Enfim, parece ter sido divertido, a resenha do show ficou muita boa :)
Beijos,
Mandy.

Ana Lu disse...

Ei Lu!
Nem conheço essa banda, mas adoro quando alguém me apresenta algo que eu gosto, como foi com sua prima e vc
=]
Beijos

Tary disse...

Adorei a descrição do show, Lu... Tô com vontade de conhecer a banda desde que a Anna, se eu não me engano, comentou sobre eles. Vou fazer isso logo :)

Alice Voll disse...

Meldels, noncovi falar dessa banda, acredite!

❥ elisa disse...

Eu também nunca ouvi falar, maaas vou acreditar no seu bom gosto e baixar essas músicas que vc falou! Melhor que sertanejo, né? kkkk
Beijos!

Anna Vitória disse...

Eu sei The Last Time I Saw You de cor, vou mandar um e-mail pro Flanders marcando da gente se encontrar e eu ensinar pra ele de novo. NOT
Que amor, que invejinha de você, e que lindo que eles tocaram Cosmonauta, amo tanto essa música. Você precisa muito assistir o dvd deles, o Multishow Registro, é de ir às lágrimas. Não curtia Los Chicos de Ayer até ver no DVD. Coisa linda.
beijos

Mel disse...

Lú,
Engraçado seus comentários "mas não tão podre"... "eu que nunca consegui decorar nem"... Eu não sei cantar nenhuma letra de música, senão as manjadas, do tipo: "estátuas e cofres e paredes pintadas ninguém sabe o que aconteceu...". hahahaha!!!!
Adoro Indie e meu celular está abarrotado de músicas nesta pegada. Dica anotada.
beijos.

Laís disse...

Nunca ouvi falar mas adorei como você descreveu o show, deu até vontade de procurar alguma música deles.
Li uns outros posts e gostei muito do seu blog =D

Beijos ;**

Gabriela Andrade disse...

Nossa, pensei que eles fossem daqui mesmo - São Paulo.
E bem...
"Vanguart é daquelas bandas que eu tenho que baixar e sempre esqueço. Obrigada por me lembrar, Luh! :D" +1

Dani disse...

Vanguart é mara! Que vontade de ir num show deles!

Rúvila Magalhães disse...

Nossa, pensei que eles fossem daqui mesmo - São Paulo. (2)
Vanguart, ou melhor, a música semáforo fez parte do meu ensino médio quase todo, não sei por que nunca ouvi mais músicas deles...

beijo!

Vanessa disse...

Conheci esta banda aqui e agora.