26.9.10

What's happening?

Na falta de um twitteiro oficial, assumi o arroba @semanadojor para fazer a cobertura das mesas de discussão e palestras. E eu me perguntava: quem não ia até o auditório ou não assistia à transmissão online queria mesmo saber o que eu twittava?

Mas relatei às respostas dinâmicas e objetivas da ombudsman da Folha, o discurso mais ou menos ensaiado do Palmério Dória e as opiniões dos convidados da mesa de discussão que mais gostei, sobre jornalismo popular. Teve um dia que recebi elogios (sem tais pessoas saberem que era eu por trás do arroba) pela objetividade e informação, mas logo no outro dia fui criticada pela repetição de palavras. Hum. Só ficava pensando que deveríamos aprender a twittar em alguma aula. Daí na aula seguinte de redação IV, o professor passou um exercício para reduzirmos notícias em 110 caracteres e eu... faltei.

Suzana Singer, ombudsman da Folha
 

Palmério Dória, o papai noel
 


Mesa de discussão sobre jornalismo popular


 Mesa de discussão sobre jornalismo segmentado

E fica a discussão: quando devemos fazer essa cobertura pelo twitter? A Semana tem gente que acompanha pelo microblog porque às vezes até é aluno do curso, mas tem que trabalhar, por exemplo. Mas e as coberturas de eventos pelos veículos de comunicação, como ficam? Agora acontece o penúltimo debate entre os presidenciáveis e eu gosto de acompanhar os tweets do Noblat, por exemplo, com a opinião dele. Se ainda tivesse sem tevê, a cobertura objetiva do Congresso em Foco também seria útil. Não sei. Uma vez a minha chefa e professora comentou sobre a possibilidade de se criar uma conta para cada cobertura. Realmente nem sei o que pensar, ainda mais agora que o Manuel Castells (grande teórico de jornalismo online que eu deveria ler) tá dando uma de Lula e falando que o twitter é uma marola.

! Luisa adverte: sim, isso foi uma tentativa de lutar contra a instantaneidade do twitter e guardar algumas lembranças dessas coberturas.

2 comentários:

Ana Lu disse...

Puxa Lu, que pena que vc perdeu essa aula dos 110 caractéres, eu queria ter uma aula dessas
=]
E eu também super acompanho os tweets do Noblat durante os debates, hehe.
Beijos

Mel disse...

Acho que você fez um ótimo trabalho e acho também que você será uma grande jornalista.
Beijos!