25.4.11

Ilha do amor (trágico)

Qual o primeiro lugar que você olha numa mulher? Olhos são uma opção. Te dizem se a pessoa é confiante, triste, orgulhosa... Difícil é disfarçar quando mostram fraqueza. Pois bem, a primeira impressão, os olhos de São Luís - talvez possamos descrever assim - é o ex-aeroporto internacional. Tava precisado de uma reforma para aumentarem a sala de embarque e o número de portões. Decidiram colocar um sistema de refrigeração. O teto não aguentou o peso e começou a desabar, o prédio foi condenado. Foram montadas estruturas improvisadas com tendas e banheiros químicos. A área de embarque pelo menos tem um chão de madeira, cadeiras de aeroporto e tudo mais. Desembarquei na chuva e, com o prédio condenado, aqueles corredores não puderam ser usados. Descemos pra um ônibus e só havia um comissário e um guarda-chuva. Uma vez embarquei na chuva aqui em Floripa - aeroporto sem aqueles corredores - e chovia. Havia toda uma logística de comissários de chão abrindo e entregando/recebendo e fechando os guarda-chuvas para os passageiros. Pegamos chuva, não havia orientação para aqueles que continuariam voando (uma senhora desceu para pegar a mala, sendo que continuaria a viagem ao Rio de Janeiro e não havia ninguém pra ajudá-la), tínhamos contato direto com os homens que descarregavam as malas e, na falta de uma esteira, éramos um amontoados de ex-sardinhas tentando achar cada um sua bagagem.

Pernas mancas e machucadas. Complicado é encarar o trânsito na capital maranhense. Achar uma avenida relativamente vazia é impossível em qualquer parte do dia, o horário de pico aumentou consideravelmente e o número de buracos nas ruas não para de aumentar. Como um cearense que eu conheço gosta de falar, ele mora lá há mais de 20 anos e nunca viu nenhuma avenida ser construída. Enquanto isso, a cidade continua crescendo, junto com a quantidade de carros. Melhor nem comentar o sistema de transporte público, né? Sem contar a aventura que é dirigir pela cidade durante as chuvas de verão. Boca de lobo é artigo de luxo nas vias e a maioria delas alaga.

Maquiagem borrada 24/7. São Luís é uma cidade linda. Tem o centro histórico com casarões portugueses (tombados pela UNESCO e, ainda assim, caindo aos pedaços, virando estacionamento no centrão), ladeiras, escadarias e becos, todos eles fedendo a xixi. Pontos turísticos, como a fonte do ribeirão, abandonados, descoloridos, vandalizados. Praias com o mar poluído e a areia suja.

E uma mulher tão descuidada pode ser perigosa ainda? Pode. Lá não tenho nem metade da segurança que tenho aqui, de voltar andando às 22h ou de madrugada. Um exemplo cai muito bem. Minha amiga, moradora do bairro da minha ex-escola, grudada perto da minha casa, desceu do ônibus às 19h. Teve uma arma apontada pra ela na rua em que ela mora, ainda perto da avenida.

Esse não é um texto para xingar o atual prefeito, governo, nem o Sarney em geral. É pra mostrar a minha tristeza. Como pode uma cidade que eu gosto tanto, que dá tanto orgulho pros ludovicenses, estar tão ruim assim? Ano que vem completamos 400 anos e quero ver em que estádio o prometido amistoso Brasil x França vai acontecer, já que os nossos estão caindo. Também quero saber o que o enredo da Beija-flor vai cantar no carnaval 2012. Só temos notícias ruins.

2 comentários:

Ana Lu disse...

Poxa Lu, é triste constatar tantas coisas erradas em algo que amamos né? Tomara que pra comemorar os 400 anos já tenham dado jeito em alguma coisa!
Beijos

Alice Voll disse...

Meldels, acho que todos os aeroportos do Brasil estão um caso, tá duro!
Enredo da Beija-Flor, jura?