12.3.10

Bem-me-viu o caramba!

Não sei como começou, mas eu odeio bem-te-vis. Odeio o canto deles. Acordo ao som de vários "bem-te-viiiiiiiiiii" e pronto, meu dia já começou ruim. Lembro de quando eu estudava na Casa do Sol Nascente e era uma das primeiras a chegar porque ia de transporte escolar. O colégio ainda estava deserto, o sol ainda nem tinha nascido nos tempos de horário de verão e quando ele valia lá pro Nordeste. Bem no meio do pátio ao ar livre, havia uma piscina redonda onde fiz natação por alguns anos. Essa piscina tinha uma cerca de madeira colorida. E no começo da manhã eu sempre ficava olhando - sem óculos, ainda - os bem-te-vis pousados na cerca. Gostava do que via, realmente gostava. Mas minha lembrança não tem sons, lembro apenas dos passarinhos calados.

Na casa que eu morava antes de me mudar para apartamentos, tínhamos algumas árvores e as que eu mais gostava eram o pinheiro (por motivos sobrenominais), a goiabeira e a caramboleira. Tomava café da manhã cedo ao som do canto de diversos passarinhos e entre eles, o bem-te-vi. E realmente não me incomodava com isso. Na verdade, gostava bastante daquela trilha sonora e senti bastante falta dela quando fui morar no apartamento.
Foi só me mudar pro pensionato onde morei ano passado que, de uma hora pra outra, passei a odiar o canto de passarinhos pela manhã. Principalmente os bem-te-vis. Minha janela era muito perto de um matagal e é claro que ele atraía pássaros dos cantos mais diversos. E eu reconhecia fácil o canto do "bem-te-vi" e me irritava mais fácil ainda. Já odiava acordar cedo, descer e subir aquelas escadas, pegar ônibus pra chegar na faculdade. Fazer tudo isso ao som da música daqueles barrigas-amarelas era pior ainda.

Aí hoje saindo do trabalho, passando por um dos "jardins" da UFSC fui atacada pelo canto que já me importunou um monte. Um barriga-amarela voou na minha frente. E sabe o que mais? Eles ainda me irritam bastante. Só relevei a parada porque hoje é sexta e eu tava saindo do meu último compromisso da semana, sabe como é.

(Clique na foto pra saber de onde ela veio)

9 comentários:

Alice Voll disse...

saygsyasa, cruz credo, odiar é demais!
Eu não gosto de gatos, e na minha rua é cheio deles, quando estão no cio, aff...

Larissa L. disse...

Acho que é associação com os fatos ruins q aconteceram qd vc começou a odiá-los!!

Eu nao curto lagartixas e elas sempre me atormentam na minha casa, vez por outra...!

Gabi Petrucci disse...

É estranho isso, quando pegamos raiva de alguma coisa e nem sabemos o pq, deve ser o inconsciente...

Beijo

Nathy disse...

Bem-te-vi, me lembra infância. Minha avó quando ia pentear meu cabelo, sentava perto da janela, e eu chorava muito (sempre fui chorona na hora de pentear meu cabelo, doía e parecia que estavam me matando - drama!) E os bem-te-vi, cantavam e minha avó falava que eles olhavam e acantavam pra mim. kkk. São bonitinhos, mas irritantizinhos, ás vezes também! hehe.

Kamilla Barcelos disse...

Na verdade, eu não gosto de animais. Mas, eu sei muito bem como passarinhos em geral pode nos atrapalhar a estudar. Aqui na minha casa o inferno é provocado pelas maritacas. Além delas não calarem o bico, cortaram a fiação elétrica aqui de casa! hahaha

Cih disse...

Hahahahahaha poxa Lú,deu até dó do bem te vi,principalmente na hora em que vc fala "o barriga amarela" soa com um desprezo kkkkkkkk
Eu me irrito com um que canta de um jeito engraçado,esqueci o nome,mas meu pai diz que ele fala "quebrei três potes" soa assim,e é irritante!
Beijos

Carolda disse...

É estranho como a gente se irrita com certas coisas... eu adoro bem-te-vis, aqui perto de casa em BH tem vários. E gosto de ouvir o canto deles pelas ruas, acho que isso faz com que a loucura de cidade grande fique menos intensa. Mas qdo a gente cisma, não tem jeito...
Beijo!

Ada Lílian disse...

"daqueles barrigas-amarelas" kkkkkkkkk eu odeio gatos, tenho nojo.. deve ser trauma :P
beeijos, brigada pelo comentário no meu blog, volte seempre :D

Lusinha disse...

Até gosto do canto dos passarinhos, mas talvez porque eles não me atormentem quanto a você.
Bjitos!